Da virtualização a Aplicações Distribuídas. (Docker)

Neste post faremos uma abordagem sobre o Docker, o Docker é uma plataforma aberta para desenvolvedores e Sys-Admins instalar, configurar e executar aplicações indiferente do ambiente seja ele um Laptop, um Data Center ou a Cloud.

O Docker é dividido em duas partes que cito abaixo:

- Docker Engine: Um conjunto de ferramentas leve e portátil.

- Docker Hub: Um serviço em Cloud para compartilhar aplicações e automatizar as tarefas.

Docker permite que as aplicações sejam facilmente preparadas com seus devidos componentes e elimina os problemas de compatibilidade e convergência entre ambientes, sejam eles Desenvolvimento, QA ou Produção.

Como resultado os colaboradores podem embarcar rapidamente a mesma aplicação sem alterá-las entre Laptops, Data Centers ou qualquer Cloud.

Palavras de Solomon Hykes, Fundador e CTO da Docker.

 

Ok, Como o Docker se diferencia da Virtualização?

Containers vs. Virtualization

Containers vs. Virtualization

 

Máquinas Virtuais

Cada aplicação que é virtualizada inclui não somente a aplicação na qual pode conter dezenas de MB’s além de todo o Sistema Operacional na qual poderá ter centenas de MB’s.

 

Docker

O Docker Engine compreende apenas a aplicação suas dependências. Ele executa como um processo isolado no userspace do sistema operacional do host, compartilhando o kernel e outros  containers. Desta forma, ele aproveita as isolações de recursos e benefícios da alocação de VMs mas muito mais portável e eficiente.

 

 

O Docker já é bem utilizado por empresas tais como Ebay e Spotify.

Para usuários do Fedora a instalação é bem simples, para isso execute os comandos abaixo (Tomarei como exemplo a instalação da imagem do Owncloud rodando no Fedora):

[root@host ~]# yum install docker-io

Para iniciar o serviço execute o comando abaixo.

[root@host ~]# systemctl start docker.service

Execute o comando a seguir para permitir que o serviço inicie automaticamente após um reboot.

[root@host ~]# systemctl enable docker.service

Agora, vamos verificar se o serviço está ativo executando o comando abaixo.

[root@host ~]# systemctl status docker.service
docker.service – Docker Application Container Engine
Loaded: loaded (/usr/lib/systemd/system/docker.service; static)
Active: active (running) since Mon 2014-09-01 17:51:34 BRT; 4s ago
Docs: http://docs.docker.com
Main PID: 21439 (docker)
CGroup: /system.slice/docker.service
└─21439 /usr/bin/docker -d -H fd:// –selinux-enabled

Sep 01 17:51:34 host docker[21439]: [d38cce51.init_networkdriver()] creating new bridge for docker0
Sep 01 17:51:34 host docker[21439]: [d38cce51.init_networkdriver()] getting iface addr
Sep 01 17:51:34 host docker[21439]: [d38cce51] -job init_networkdriver() = OK (0)
Sep 01 17:51:34 host docker[21439]: Loading containers: ……………………: done.
Sep 01 17:51:34 host docker[21439]: [d38cce51.initserver()] Creating pidfile
Sep 01 17:51:34 host docker[21439]: [d38cce51.initserver()] Setting up signal traps
Sep 01 17:51:34 host docker[21439]: [d38cce51] -job initserver() = OK (0)
Sep 01 17:51:34 host docker[21439]: [d38cce51] +job acceptconnections()
Sep 01 17:51:34 host docker[21439]: [d38cce51] -job acceptconnections() = OK (0)
Sep 01 17:51:34 host systemd[1]: Started Docker Application Container Engine.

Crie uma conta no site do Docker: https://hub.docker.com/ antes de executar os comandos a seguir.

Utilize as credenciais criadas no site do Docker Hub para permitir transações entre o serviço instalado e o Docker Hub de acordo com o comando a seguir.

[root@host ~]# docker login -e “endereco@dominio.com” -u “username” -p “password”

É possível listar as imagens disponíveis no Docker Hub executando o comando abaixo.

[root@host ~]# docker image -a

Após localizar a imagem a ser baixada do Hub execute o comando a seguir. (No caso eu escolhi a imagem fedora/owncloud)

Para baixar uma imagem do Hub após estar registrado utilize o comando abaixo:

[root@host ~]# docker pull fedora/owncloud

Enfim vamos agora executar o conteúdo de nossa imagem com o comando a seguir (Lembre que as imagens não são instaladas, são diretamente executadas)

[root@host ~]# docker run -d -p 443:443 fedora/owncloud

Abra seu browse e utilize o seguinte endereço: http://localhost/owncloud para configurar o Owncloud.

Para maiores detalhes acesse o site do Docker e verifique os detalhes de cada imagem gerada.

É possível gerar suas próprias imagens, o site disponibiliza diversas documentações para fazer seu próprio build.

 

Bem, por enquanto é isso.

 

About these ads

Sobre pmjunior

Profissão: Analista de Infraestrutura Senior Cargo/Função: Arquiteto de Soluções em Infraestrutura. Certificações: RHCI, RHCSA, RHCE, RHCVA. Habilidades: Gerência de Redes, Conf. de Roteadores e Switchs, integração de Sistemas Open-source entre outros. Descrição: Dedicado atualmente a área de Gerencimento de Projetos em Infraestrutura de TI e Modelagem de Processos. Profissional Certificado em Red Hat Enterprise Linux, Engineer e Virtualization Administrator. Sólida experiência na área de redes corporativas, com atuação em Empresas de grande porte há mais de 10 anos. Capacidade de liderança, habilidade de negociação e visão estratégica. Experiência na área de Gestão como assessor, especialista em equipamentos CISCO e integração de sistemas operacionais Microsoft Windowse Linux. Atuação como palestrante em Universidades sobre Virtualização, Consolidação de Servidores e Projetos Open-source com maior foco no Projeto Fedora. Ver todos os artigos de pmjunior

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

%d blogueiros gostam disto: